Desafio Cipasa para arquitetos

Concurso idealizado pela Inovatech destacou projetos de casas sustentáveis criados pelos profissionais participantes para o empreendimento Residencial Itahyê, em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo


Residencial

Marketing e Comunicação

Envolvimento de stakeholders

Para estabelecer um elo mais efetivo entre ações da Cipasa Urbanismo comprometidas com o desenvolvimento sustentável, profissionais da construção e o consumidor final, a Inovatech criou para a empresa em 2017 um produto inovador: um concurso de arquitetura para destacar projetos de casas sustentáveis, concebidos especialmente para o loteamento Residencial Itahyê, em Santana de Parnaíba, prestes a ser lançado pela Cipasa.

 

A ideia era inspirar e estimular arquitetos e clientes finais na adoção de soluções sustentáveis para a concepção das moradias. O concurso, realizado entre março e junho pela Inovatech, criadora da marca Casa AQUA, contou com o apoio do Clube Alpha Decor de Alphaville (CAD), entidade que reúne profissionais de arquitetura, decoração e construção atuantes na região.

A Cipasa Urbanismo é uma das maiores desenvolvedoras de projetos urbanos no Brasil e seus empreendimentos atendem a diretrizes de sustentabilidade em todas as etapas dos projetos. Faltava deixar isso mais claro para os clientes, para que eles pudessem perceber o valor dessas ações e dar continuidade aos princípios da Cipasa na construção de suas casas. Para isso, era necessário atrair arquitetos dispostos a ter um olhar mais sustentável para a habitação.

“Essa ação alinhou-se muito bem ao nosso pilar “Qualidade de Vida” por oferecer aos futuros interessados projetos comprometidos com a economia de energia, de água, entre outros aspectos importantes, além de ser uma ótima oportunidade para os arquitetos apresentarem seus projetos aos nossos clientes”, declarou Oriana Rey, Gerente de Sustentabilidade, Comunicação e Pessoas da Cipasa Urbanismo.

Um site foi criado especialmente para o concurso (www.desafiocasaaqua.com.br), com informações técnicas referentes às características dos lotes disponíveis para a competição, além dos critérios de avaliação que foram utilizados pela Comissão Julgadora na escolha do vencedor e das menções honrosas, como arquitetura bioclimática, materiais sustentáveis, gestão de água e energia e sistema construtivo.

As inscrições foram feitas online, gratuitamente, ao longo de oito semanas. Um júri de especialistas renomados trabalhou na seleção de 14 finalistas, divulgados no site, e na escolha do grande vencedor e dos três projetos que mereceram destaque especial. Fizeram parte da Comissão Julgadora os profissionais Gilles Alvarenga, diretor de Operações Internacionais do escritório inglês ZED Factory, Ivo Szterling, diretor de Urbanismo da Cipasa, Joana Baracuhy, editora-chefe da revista Arquitetura & Construção, da Editora Abril, e Miriam Addor, presidente da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (Asbea).

No final de junho, a Cipasa e a Inovatech realizaram uma festa de premiação, com apoio do CAD, na loja Florense de Alphaville, em Barueri, SP. O vencedor e as menções honrosas receberam troféu e tiveram seus projetos divulgados no site do concurso e em diversos veículos de mídia.

O projeto vencedor foi o da equipe de arquitetos de São Paulo, Breno Viana de Mendonça, Joanatas Pacheco Sant’anna, Bruno Camargo de Moraes e Luana Carvalho Filho. O projeto da Teto Arquitetura, do Rio de Janeiro, foi destaque na categoria Arquitetura Bioclimática. O escritório Om Arquitetos, de Ribeirão Preto, SP, recebeu menção honrosa pelo sistema construtivo, e a arquiteta Jéssica Faria Ribeiro, de Campinas, SP, levou o destaque no quesito Gestão da Água.


< Voltar para CASES